As medidas de proteção devem englobar os colaboradores e as informações

Veja: Modal rodoviario perde R$ 2 bilhões ao ano com o roubo e o furto de cargas

O gerenciamento de riscos de roubo de cargas deve-se atentar não só para as medidas de proteção das mercadorias durante o translado e local de armazenamento, como também, com a seleção dos recursos humanos e vazamento de informações.

As empresas atuantes neste modal têm a responsabilidade de manter as mercadorias invioláveis até a sua entrega, respondendo, se a responsabilidade não for cumprida, ou seja, se ocorrer um sinistro de roubo ou acidente durante o translado, e for comprovada a responsabilidade de colaboradores ou do motorista, a seguradora pode se isentar do pagamento do sinistro. Por isso, é importante o monitoramento das ações de colaboradores e condutores do veículo para se evitar que  a averiguação de um eventual sinistro dê prova da responsabilidade dos recursos humanos da empresa.

Embora, não sejam frequentes, existem registros de participação de colaboradores com o roubo da carga, ocorrência  que gera perdas severas às empresas de transporte. Por isso, rigorosos processos de recrutamento, seleção, contratação e acompanhamento social de colaboradores e motoristas, são fundamentais, principalmente porque no Brasil ainda não existe legislação específica para o cadastro de motoristas.

Na mesma linha vem o controle de informações e documentos. O controle pela empresa sobre o uso de computadores e telefones deve ser de conhecimento de todos e estar previsto em contrato, uma vez que estas são ferramentas primordiais para se evitar o vazamento de informações.

Celulares devem ser proibidos e bloqueados na áreas operacionais e instalações. Recomenda-se que a empresa disponibilize apenas linhas fixas para uso dos colaboradores e motoristas. Embora as conversas sejam invioláveis, as linhas devem possuir tarifador para marcar o número da chamada e o horário em que foi feita. As gravações se realizadas também devem ter garantia de inviolabilidade, quebrada apenas se houver a abertura de inquérito criminal em caso de sinistro.

Veja Também:
O mercado paralelo, raiz do roubo de cargas
Rastreamento, fundamental na gestão do risco  de roubo de cargas
Segurança nos centros de distribuição

Comentários encerrados.