Os riscos recorrentes em condomínios empresariais

Todo empreendimento empresarial está exposto a diversos riscos que, se não geridos adequadamente, têm a probabilidade aumentada de se materializarem, bem como a possibilidade das perdas decorrentes gerarem vultosos impactos financeiros, denegrir a imagem do empreendimento e até comprometer a integridade física de quem trabalha ou frequenta esses espaços.
Uma das características desses empreendimentos é a de concentrar em um espaço delimitado negócios e frequentadores com motivações diversas. Considerando essas interações, os projetos de gestão de riscos das empresas que ocupam espaços nesses empreendimentos devem ser estruturados de forma a atender a essa complexidade. Deve-se considerar desde a EAR- Estrutura Analítica de Riscos, não só os riscos estratégicos e funcionais do negócio, como também os comuns a todos os interessados locatários e locadores como de imagem, legais, climáticos, incêndio, falta de energia elétrica, e os decorrentes de locatários portadores de altos riscos de segurança como joalherias, lotecas, bancos.

Veja Também:
A importância do diagnóstico para o tratamento adequado dos riscos
A questão do ambiente externo
O ambiente interno e os recursos humanos nos condomínios empresariais
Barreiras físicas, tecnologias e procedimentos organizacionais

Comentários encerrados.